Archive for Maio 2014

Feira do Livro 2014 (sugestões)





Boa tarde a todos, como vem sendo tradição aqui no blog, publicamos as nossas sugestões para a Feira do Livro.

Podem descarregar o pdf aqui


Posted in | Leave a comment

O Guardião das Causas Perdidas


Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.


Carl Mørck não é o detetive mais popular da Divisão dos Homicídios de Copenhaga. Por isso, quando é criado o Departamento Q, com a missão de rever casos arquivados, Carl Mørck é designado para o dirigir. 
O seu primeiro caso é o de Merete Lynggaard, uma deputada que desaparecera cinco anos antes sem que a polícia conseguisse mais do que conjeturar uma aparente tentativa de suicídio. 
Toda a gente acha que ela está morta. Toda a gente diz que investigar o sucedido é uma perda de tempo. 
Mas, à medida que Carl Mørck começa a seguir as pistas que o seu colega havia descartado aquando da investigação inicial, descobre um caso com contornos inesperados e profundamente sinistros…



 

Jussi Adler-Olsen nasceu em Copenhaga e, entre outros trabalhos, foi editor de diversas publicações antes de começar a escrever ficção. O Guardião das Causas Perdidas é o primeiro romance da série Departamento Q. Jussi Adler-Olsen recebeu numerosas distinções e prémios literários nos últimos anos e atualmente conta com mais de 10 milhões de exemplares dos seus livros vendidos em 34 países.

Posted in , , | Leave a comment

BookBraggies #27

Legenda: O terceiro livro, vamos ver o que Colleen Houck nos reservou.

Posted in , | Leave a comment

Um grande livro "Natureza Morta" (videos)

Este post é sobre o livro que acabei de ler "Natureza Morta"

Vou deixar-vos aqui alguns videos que ajudam a aguçar a curiosidade para este brilhante livro. Um aquisição que recomendo.

Brevemente publicarei a minha opinião sobre o mesmo:


Bem vindo a Three Pines:




As Personagens:

Yvette Nichol é uma das minhas personagens preferidas



Algumas palavras da autora sobre o livro:





Sobre o livro:



 

Quando a neblina se dissipa na manhã do Dia de Acção de Graças, as casas de Three Pines ganham vida. Apenas uma permanece silenciosa.

A aldeia é um paraíso seguro e os seus habitantes ficam desorientados quando a antiga professora, a muito estimada Jane Neal, é encontrada morta na floresta de áceres. Foi certamente um acidente, uma flecha disparada por um caçador, que se extraviou.

Quem poderia desejar a morte de Jane Neal?

Durante uma longa e notável carreira na Sûreté do Quebeque, o inspector-chefe Armand Gamache aprendeu a encontrar serpentes no paraíso.

Gamache sabe que há algo obscuro por detrás das belas casas antigas e das vedações de estacas brancas e que, se observar atentamente, Three Pines começará a revelar os seus mistérios….
 
Vive com o  seu marido, Michael, e um golden retriever chamado Trudy, numa pequena localidade no sul de Montreal.

Este livro (Natureza morta) "Still Life", ganhou the New Blood Dagger, Arthur Ellis, Barry, Anthony and Dilys Awards.





Prémios:
* Agatha Award: Best Novel
o 2007 – A Fatal Grace – Winner
o 2008 – The Cruelest Month – Winner
o 2009 – The Brutal Telling – Winner
o 2010 – Bury Your Death – Winner
o 2013 – The Beautiful Mystery – Winner

* Arthur Ellis Award
o 2006 – Still Life – Winner Best First Crime Novel
o 2011 – Bury Your Dead – Winner Best Crime Novel

* Barry Award
o 2007 – Still Life – Best First Novel Winner

* Anthony Award
o 2007 – Still Life – Best First Novel Winner
o 2009 – The Brutal Telling – Best Novel Winner
o 2010 – Bury Your Death – Best Novel Winner
o 2013 – The Beautiful Mystery – Best Novel Winner

* Macavity Award
o 2011 – Bury Your Death – Best Mystery Novel Winner
o 2013 – The Beautiful Mystery – Best Mystery Novel Winner

Posted in | Leave a comment

Nunca me Encontrarão





Charles Boxer arruinou a sua vida familiar. Primeiro o exército, depois a polícia, seguindo-se missões de alto risco de resgate de vítimas de rapto. A ex-mulher e a filha aprenderam a viver sem ele à medida que o seu trabalho o foi levando a lugares de onde nenhum homem regressa ileso.

A tentativa de reconstruir um relacionamento com Amy, a sua filha adolescente, não tem sido fácil. Mas Boxer só percebe a que ponto as coisas chegaram quando Amy desaparece, provocando os pais com as últimas palavras do seu bilhete: «NUNCA ME ENCONTRARÃO.»
Porque não querem receber as notícias que todos os pais temem, Charles Boxer e Mercy Danquah aceitam o desafio. No entanto, depois de ter passado anos a localizar vítimas de rapto, Boxer sabe que, às vezes, o desaparecido não quer ser encontrado. E conhece o inferno que isto traz para as famílias – não está vivo nem morto, simplesmente desapareceu. Agora que o perigo lhe bateu à porta tem que desvendar o caso mais difícil em que alguma vez trabalhou.



 

Robert Wilson nasceu em 1957. Doutorado pela Universidade de Oxford, trabalhou em expedição, publicidade e comércio, em África, e viveu na Grécia e na África Ocidental. Divide o seu tempo entre Inglaterra (Oxford) e Portugal, sendo proprietário de uma pequena quinta no Alentejo. É autor de grandes romances de sucesso, entre os quais destacamos A Companhia de Estranhos, Último Acto em Lisboa (Crime Writers Association Gold Dagger para Melhor Romance Policial, em 1999, e International Deutsche Krimi Prize 2003), e o quarteto de Sevilha – O Cego de Sevilha, As Mãos Desaparecidas (Prémio Gumshoe para Melhor Romance Policial Europeu 2006), Assassinos Escondidos e A Ignorância do Sangue –, obras que revelaram e celebrizaram o inspetor-chefe Javier Falcón. Em 2012, os dois primeiros livros do quarteto de Sevilha foram adaptados para televisão pela Sky Atlantic, na série de nome Falcón.

Posted in , | Leave a comment

Opinião: Pecado



  

Numa noite quente de verão, a apenas algumas horas do seu casamento, a discreta Lady Jessica Sheffield testemunhou uma cena da qual nunca irá recuperar. Vê o jovem Alistair Caufield numa cena ferozmente íntima com uma mulher muito mais velha. Chocada, mas estranhamente excitada, ela manteve silêncio sobre o que viu, e caminhou até ao altar como esperado. Mas, ao longo de anos de um casamento sereno e normal, a imagem de Caulfield continuou na sua imaginação, alimentando sonhos muito ilícitos...

Alistair fugiu da tentação da debutante recatada com o fogo da paixão nos olhos para as Índias Ocidentais. Enquanto comerciante bem-sucedido, tem pouco em comum com o jovem libertino que ela conhecia. Mas quando, sete anos depois, a recém-viúva Jessica sobe a bordo do seu navio para uma viagem até à Jamaica, os sete anos de prazeres negados são mantidos em xeque apenas por algumas camadas de seda... e pela certeza de que renderem-se irá consumir os dois...

.

 





Existem duas histórias neste livro, a primeira é a de Lady Jessica Sheffield, uma viúva da alta sociedade, que após um ano de luto resolve fazer uma viagem à Jamaica para se afastar da rotina e da comiseração alheia que a sufocam. Mal sabe que essa viagem vai mudar a sua vida!!


Apesar de ter sido feliz no casamento Jess nunca esqueceu o jovem Alistair e um singular episódio da sua juventude... Alistair é o quarto filho de uma importante família, mas que por ser o quarto na sucessão, sempre mostrou uma atitude de aparente irresponsabilidade para com os assuntos da família e bastante mais interessado na beleza do sexo feminino e nos seus atributos.


Como em todas as famílias, nem tudo o que parece é, e assim envolvemo-nos na história e conhecemos as sombras que povoam ambas as famílias e que de alguma forma marcam e condicionam as personalidades destas duas personagens.


A segunda história, recai sobre Hester, irmã de Jess, casada com Lorde Regmon, e vitima de maus tratos por parte deste. Hester mantém uma paixão secreta por Michael Sinclair, um dos solteiros mais cobiçado da sociedade. Esta história reflecte a parte mais dramática do enredo. 

Para mim Ester é a personagem que se destaca, pela generosidade e o amor incondicional à sua irmã, pelo seu sofrimento encoberto, pelo contraste entre a determinação e a submissão em doses iguais que demonstra.


Presumo que esta segunda história vá ter um maior foco e profundidade nos próximos livros.


Ao contrário do que presumi inicialmente, e dos livros - dentro deste género literário - que tenho lido, este é um livro que se baseia só na monogamia, o que lhe dá um especial encanto. Para mim este é o ponto alto do livro, a forma intensa e genuína envolta no prazer e na entrega reciproca com sentimento.


O livro não tem o foco na descoberta sexual, nem na desinibição feminina. Tem sim uma vertente mais "íntima" e terna entre duas personagens experientes que têm como propósito entregarem-se reciprocamente e viver intensamente um amor predestinado.


Quanto às personagens, parece-me que receberam toda a atenção da escritora e isso sente-se na leitura. 

Eu pessoalmente gostaria que a história tivesse mais detalhe no que concerne à época em que se desenvolve a história, mas isto é uma questão de preferência pessoal.  Contudo este facto não fere a história.


É um livro que decerto oferecerá bons serões de leitura neste Verão.

Posted in , | Leave a comment