Archive for Setembro 2014

Uma escolha imperfeita de Louise Doughty


«Não há uma única mulher que não tenha percebido alguma vez, num momento de pânico, que está no lugar errado, na hora errada, com o homem errado. Louise Doughty, cada vez mais segura na sua escrita, leva o inquieto leitor a um território sombrio. Um livro irresistível e cheio de coragem»
Hilary Mantel


Yvonne Carmichael trabalhou arduamente para conquistar a vida que sempre quis: uma invejável carreira na área da genética, uma casa fantástica, uma boa relação com o marido e dois filhos crescidos de quem se orgulha.

Um dia, ela cruza-se com um desconhecido e, num impulso, começa uma tórrida aventura amorosa – uma decisão que acabaria por colocar em causa tudo o que ela sempre valorizou. Yvonne acredita que conseguirá manter a relação extramatrimonial sem que tal venha a interferir na sua vida, tal como ela é. Só que, na verdade, ninguém consegue controlar o que acontecerá a seguir.


De conceituada e respeitada cientista a adúltera acusada dos mais variados crimes, Yvonne vê todos os seus planos desmoronarem-se numa espiral de desilusões e violência.


 
Louise Doughty é autora de sete romances. Uma escolha imperfeita (cujos direitos estão vendidos para 21 países) é o primeiro título a ser publicado depois de Whatever You Love, que foi finalista do Costa Novel Award e do Orange Prize for Fiction.

Vencedora de vários prémios na área da escrita para rádio e contos. Doughty publicou também um trabalho de não-ficção, A Novel in a Year, baseado numa coluna de opinião escreve para um jornal. É ainda autora de vários artigos de fundo para jornais e revistas como The Guardian, The Independent, The Daily Telegraph, The Mail on Sunday e a sua carreira na rádio inclui trabalhos em emissoras como a BBC. Vive em Londres.

Posted in , , | Leave a comment

A Mulher Má de Marc Pastor


«Um enredo frenético e uma escrita extraordinariamente vívida. Altamente recomendado!» - The Independent


Barcelona, 1912. Há crianças a desaparecer. Quando um cadáver é encontrado numa viela estreita, dilacerado e sem um pingo de sangue, surgem rumores bizarros sobre um «vampiro» que se move pelas sombras da cidade e que anda a roubar as almas dos inocentes.

Para a polícia trata-se apenas de mais um cadáver, num lugar onde a morte e o crime são tão frequentes que se tornaram banais. E quanto às crianças desaparecidas, ninguém quer saber dos filhos das prostitutas que povoam Barcelona.


Mas para o inspetor Moisès Corvo — um polícia rude e dissoluto, mas com um sexto sentido peculiar — este é um mistério que tem de ser resolvido, com um criminoso que afinal é uma mulher.


Gótico e chocante, A Mulher Má revela um mundo macabro, uma história verídica que nos faz duvidar de um dia ter realmente existido uma mulher tão pérfida, capaz de crimes tão monstruosos.
Um livro assombroso que agarrará o leitor da primeira à última página.

Tão cativante quanto assustador. Uma mistura de CSI com Jack, o Estripador, na Barcelona do início do século XX.


 
Marc Pastor nasceu em Barcelona, em 1977. Estudou criminologia e política criminal, e trabalha atualmente como investigador criminal na sua cidade natal. Autor de vários romances, o livro A Mulher Má valeu-lhe, em 2008, o prémio Crims de Tinta, atribuído ao melhor policial «negro» escrito em língua catalã.


Baseado na história verídica de Enriqueta Martí, uma mulher misteriosa que aterrorizou a cidade de Barcelona no início do século XX, este livro intrigante proporcionou a Marc Pastor projeção internacional ao ser traduzido e publicado em variadíssimas línguas por todo o mundo. As recentes viagens por diversas cidades de Inglaterra e Estados Unidos granjearam-lhe enormes elogios por parte da crítica.



Booktrailer


Posted in , , | Leave a comment

Passatempo: O Vestido Côr de Pêssego de R. A. Stival







A Editora Planeta em Parceria com o Blog Livros e Marcadores, oferece um exemplar do livro "O Vestido Côr de Pêssego de R. A. Stival a um dos participantes neste passatempo.

- Só são aceites participações de Portugal válidas (respostas correctas)
- Apenas uma participação por pessoa
- São aceites participações até dia 5 de Outubro de 2014.

 - A editora não se responsabiliza por eventuais extravios.
- Apenas são permitidas participações de pessoas que não tenham nenhuma relação "privilegiada" com a Editora Planeta

 
Pode descobrir as respostas aqui 



Posted in , | 2 Comments

Passatempo: Confissão de Jodi Ellen Malpas







A Editora Planeta em Parceria com o Blog Livros e Marcadores, oferece um exemplar do livro "Confissão de Jodi Ellen Malpas a um dos participantes neste passatempo.

- Só são aceites participações de Portugal válidas (respostas correctas)
- Apenas uma participação por pessoa
- São aceites participações até dia 5 de Outubro de 2014.

 - A editora não se responsabiliza por eventuais extravios.
- Apenas são permitidas participações de pessoas que não tenham nenhuma relação "privilegiada" com a Editora Planeta

 
Pode descobrir as respostas aqui 



Posted in , | 1 Comment

A casa azul de Claudia Clemente



«Há três meses ninguém a conhecia. E de repente Claudia Clemente está na televisão, na rádio, nos jornais. Bastou um livro chamado O Caderno Negro. Conta histórias curtas, um género pouco frequentado em Portugal. Mas nada faríamos com essas histórias se ela não as soubesse contar.»
Alexandra Lucas Coelho, Vogue

A moradia de uma família arruinada, no Porto, que é demolida para dar lugar a um condomínio.

Uma mulher que desistiu de tudo desde que teve de vender a casa azul e despedir-se das suas magníficas árvores.


Um agente da PIDE que segue, nos anos 60, os movimentos dos habitantes da casa azul.


Duas irmãs gémeas que desconhecem a existência uma da outra: uma parisiense, outra portuense.


Um homem num hospital em Paris, gravemente queimado, que todos os dias é visitado por uma jovem. 


Uma história de amor e paixão que nasceu em Paris, no único mês de Maio em que tudo foi possível.


 
Claudia Clemente nasceu no Porto em 1970.

Arquitecta de formação, estudou cinema em Barcelona e Lisboa e divide o seu trabalho actual entre a escrita e a realização cinematográfica, a ficção e os documentários. 


Publicou dois livros de contos, O Caderno Negro (2003) e A Fábrica da Noite (2010), e a peça Londres (2012), vencedora do Grande Prémio de Teatro da S.P.A./Teatro Aberto.


O seu primeiro documentário, & etc., foi premiado nos festivais Doc Lisboa e IMAGO’07.


A Casa Azul é o seu primeiro romance.

Posted in , , | Leave a comment