Archive for Outubro 2016

Opinião: O Que Ela Deixou de T.R. Richmond




Para mais informações consulte o site da Editorial Presença aqui.
 



Numa manhã gelada, o corpo de Alice Salmon é encontrado a boiar num rio. Cedo se levantam suspeitas sobre a causa da morte. Os exames forenses mostram sinais claros de luta. A notícia da sua morte espalha -se nos meios de comunicação e em comentários nas redes sociais. Todos querem saber o que realmente aconteceu à divertida e inteligente Alice, uma jovem jornalista com sucesso na Internet. Jeremy Cooke, um antigo professor obcecado por Alice, enceta uma investigação particular. Para isso, recorre ao diário de Alice, à sua correspondência, posts em blogues, no Facebook, no Twitter e nas SMS. Com ele, somos levados numa espiral de eventos em que todos, incluindo ele próprio, têm algo a esconder.

Este romance de estreia, um dos mais aclamados thrillers dos últimos tempos, leva-nos ao âmago do amor, da obsessão e da perda.
. .

Alice Salmon jaz num rio! Será suicídio? Haverá algum responsável pela morte da jovem? É desta a dúvida que é alimentada ao longo do livro. Em cada página as hipóteses multiplicam-se. Estaremos preparados para a resposta?




Esta foi uma leitura diferente! A forma como o livro é apresentado é inusual e a conexão entre as cenas marcam um livro que não obedece a uma ordem cronológica dos factos, mas vai-nos servindo lentamente, a seu belo prazer, os vislumbres e as revelações do que realmente aconteceu, tentando ludibriar a percepção do leitor.


Enquanto não nos adaptamos e absorvemos a mecânica do enredo a leitura faz-se lentamente, a medo que deixemos perder algum detalhe que possa revelar-se imprescindível para a resposta pretendida: O que aconteceu a Alice Salmon? Mas depois de quebrada a resistência das primeiras folhas a curiosidade mantém o leme da leitura.





Cartas, mails, posts de blogs, diários, SMS's, interrogatórios, publicações nas redes sociais e comunicação social, aparentemente desconexas compõem o tecido em que nos é servido o enredo. Numa mistura de relatos íntimos introspectivos, de confissões entre amigos e amantes, de revelações inusitadas e da exposição pública dos meios de comunicação, vamos colectando os fragmentos de uma história que podia ser a de qualquer um de nós! 


Vejo neste livro uma pintura muito próxima e coerente com o que é o dia a dia da nossa sociedade, da urgência em obter respostas, na "criação" incoerente dessas mesmas "respostas" de forma a obter uma rápida e efémera satisfação pessoal. Na superficialidade do nosso olhar e na propensão para colocarmos rótulos e opinarmos sobre tudo e todos.
 




O que mais gostei no livro:

Em Alice, foi a evolução de uma jovem perfeita para uma jovem "real", que como todos nós, tem as suas contradições que nos leva a proceder de forma diferente daquela que o bom senso ditaria.


No professor Jeremy, foi a sua perspectiva psicológica, a sua análise introspectiva e o sentido de auto-preservação. O seu conceito do que é certo (ou não) um professor fazer com as suas alunas. A forma como se analisa a vida quando o fim se apresenta próximo...


Do Ben, o seu sentido de humor.


De Elisabeth, a sua fragilidade. A forma como termina (muitas vezes) os mails em franco contraste com o conteúdo.



Posted in , , | Leave a comment

Resultado Passatempo: Oferenda à Tempestade de Dolores Redondo









O blog Livro e Marcadores e a Editora Planeta agradecem as 167 participações. 

O(a) vencedor(a) foi:  





5 - Maria Teresa Faro - Bobadela





Parabéns
A equipa do "Livros e Marcadores"

Posted in , | Leave a comment

Morre, Alex Cross de James Patterson


«Se houvesse, de facto, super-heróis humanos, Alex Cross seria o melhor.» New York Times


Um policial alucinante e poderoso, do autor que mais vezes alcançou o n.º 1 do New York Times. Uma nova organização terrorista ameaça Washington.

Os dois filhos do Presidente estão desaparecidos. Um condutor enlouquecido abre caminho pelo trânsito de Washington, DC; ele é o principal suspeito do rapto dos filhos do Presidente dos Estados Unidos. Enquanto isso, uma nova organização terrorista assassina o Secretário de Estado e contamina o fornecimento de água da capital. Alex Cross é o único capaz de perceber a ligação entre todos estes elementos de caos.

Alex Cross é um alvo a abater. As forças de segurança estão em alvoroço e os Serviços Secretos não têm informação suficiente. Ninguém sabe que um dos alvos poderá ser, precisamente, Alex, que vai alternando o trabalho com uma vida familiar cada vez mais complexa.

Conseguirá Alex sobreviver depois de se colocar na mira de raptores e terroristas?

Um enredo surpreendente, cheio de personagens misteriosas, e com surpresas e reviravoltas até ao fim.


 
James Patterson já criou mais personagens inesquecíveis do que qualquer outro escritor da atualidade. É o autor dos policiais Alex Cross, os mais populares dos últimos vinte e cinco anos dentro do seu género. Entre os seus maiores bestsellers estão também as coleções Private: Agência Internacional de Investigação, The Women's Murder Club (O Clube das Investigadoras) e NYPD Red.

James Patterson é o autor que mais livros teve até hoje no topo da lista de bestsellers do New York Times, segundo o Guinness World Records. Desde que o seu primeiro romance venceu o Edgar Award, em 1977, os seus livros já venderam mais de 325 milhões de exemplares.

Patterson escreve também livros para leitores jovens e jovens adultos, entre os quais estão as séries Confissões, Maximum Ride, Escola, Eu Cómico e Jacky Ha-Ha. Em Portugal, James Patterson é publicado pela Topseller (adulto e jovem adulto) e pela Booksmile (juvenil).

Posted in , , | Leave a comment

Policia de Jo Nebo


Há um assassino à solta nas ruas de Oslo. Mas não é um assassino qualquer. É um criminoso que seleciona cuidadosamente as suas vítimas: polícias envolvidos em anteriores investigações de crimes que nunca foram solucionados. A Brigada Anticrime precisa urgentemente de Harry Hole, mas será que o carismático inspector sobreviveu aos dramáticos acontecimentos de O Fantasma?

O décimo livro da série Harry Hole tem uma vez mais um enredo impressionante em que, à semelhança dos tempos que correm, não faltam o horror e a esperança.


 
Jo Nesbo nasceu na Noruega em 1960. É músico, compositor, e um dos escritores de policiais mais elogiados e bem-sucedidos da Europa. Com os livros da série protagonizada pelo inspetor Harry Hole conseguiu um sucesso invejável quer no seu país de origem quer a nível internacional, recebendo elogios da crítica e do público. 

É traduzido em mais de 40 línguas, recebeu vários prémios literários e muitos dos seus livros atingiram os tops de vendas. Em Fevereiro de 2013 o Parlamento norueguês atribuiu-lhe o Peer Gynt Prize, que premeia uma perso-nalidade ou instituição que se tenha distinguido na sociedade e tenha contribuído para valorizar a reputação da Noruega a nível internacional.


Posted in , , | Leave a comment

Destroçada de Karin Slaughter


«Com um ritmo intenso e fascinante, Broken é Karin Slaughter no seu melhor. Eis uma inesquecível história com emoções fortes, premissas perigosas, o intrincado e mortal jogo da traição, e a determinação de um homem em expor as mais dolorosas verdades do ser humano, por mais ocultas que sejam... Por mais devastadoras que possam ser.»


Quando o agente especial Will Trent chega ao condado de Grant, depara-se com uma esquadra determinada a proteger as inúmeras questões sem resposta, acerca da morte de um detido. Não percebe por que motivo a detetive Lena Adams lhe oculta segredos; não compreende o seu papel na morte do popular chefe da polícia do condado de Grant; também não entende por que motivo a viúva desse homem, a doutora Sara Linton, precisa dele mais do que nunca, para a ajudar a deslindar esse caso. 

Enquanto a polícia investiga o homicídio de uma mulher jovem encontrada num lago gelado, Trent investiga a própria polícia, pressionando Adams precisamente quando ela está prestes a ceder. Encurralado entre duas mulheres complexas e determinadas, e tentando compreender a desconfiança passional de Linton por Adams, os factos que rodearam a morte do chefe Tolliver, bem como as complexidades dessa cidade insular, Trent vai encarar um caso pejado de segredos explosivos e deparar-se com uma linha muito ténue que, a ser pisada, poderia ser fatal..


 

Karin Slaughter cresceu numa pequena cidade do Sul da Geórgia e vive actualmente em Atlanta. Na grande tradição dos thrillers literários, o talento de Karin Slaughter foi comparado ao de Thomas Harris (O Silêncio dos Inocentes) e Patrícia Cornwell.

 


Posted in , | Leave a comment

Passatempo: As Trevas de Baltar de Henrique Anders




O autor Henrique Anders em Parceria com o Blog Livros e Marcadores, oferece um exemplar do livro " As Trevas de Baltar de Henrique Anders "   a um dos participantes neste passatempo.

- Só são aceites participações de Portugal válidas (respostas correctas)
- Apenas uma participação por pessoa
- São aceites participações até dia 12 de Novembro de 2016.

 - O autor não se responsabiliza por eventuais extravios.

 
Pode descobrir as respostas aqui 



Posted in , | 5 Comments

As Trevas de Baltar de Henrique Anders



EMBARQUE NESTA AVENTURA E DESCUBRA UM MUNDO ONDE TER ESPERANÇA É O MAIOR PECADO E ESTAR VIVO A PIOR DAS MALDIÇÕES.

Os antigos doze Reinos há muito colapsaram e as terras eram agora regidas por um novo soberano que decidiu destruir tudo e todos. Movido por vingança e sede de sangue, Baltar rodeou-se de poderosas forças negras e construiu-se a si mesmo. Sem misericórdia, transformou a fé e a esperança em lamentos e descrença e mergulhou o mundo no mais opaco breu. Porém, os dias e as noites são cheios de segredos e até no meio da escuridão e da secura uma vida pode nascer. Os desígnios dos deuses são misteriosos e Dutsan nasceu com algo especial.

Para protegê-lo, a sua família foi obrigada a fugir e ele cresceu no meio dos Canimatas, uma raça conhecida por não gostar de humanos e a quem chamavam de os guardiões de dragões. O jovem Dutsan terá de enfrentar os seus medos e descobrir as suas próprias verdades. Na companhia dos seus amigos estranhos vai embarcar numa aventura que poderá mudar as suas vidas.



 
Henrique Anders nasceu em 1978, na longínqua cidade de Tuparendi no Brasil. Com 20 anos mudou-se para Portugal com parte da família, onde permanece e pretende ser sepultado.

Tem por hábito perder-se nos mais variados mundos, de onde sempre regressa carregado das coisas mais estranhas.


Na vida real, é pai da Cinderela mais linda e mora onde termina o arco-íris. Ganha o pão como programador informático e escreve apaixonadamente sobre borboletas e amoras. 



Posted in | Leave a comment