Opinião: O Castigo dos Ignorantes Série Sebastian Bergman - volume 5


 


O 5º VOLUME DA SAGA SEBASTIAN BERGMAN
A estrela de um reality show é encontrada morta numa escola, com um disparo na cabeça. Amarrado a uma cadeira de sala de aula, posicionado de frente para um canto, com orelhas-de-burro. Um exame longo, de várias páginas, pregado na parte de trás da cadeira. A julgar pelo número de respostas erradas, a vítima falhou no teste mais importante da sua vida.

Esta morte será o primeiro de uma série de assassinatos contra várias personalidades dos media e o Departamento de Investigação Criminal é chamado. Lutam para encontrar provas e finalmente Sebastian Bergman descobre pistas em chats e cartas anónimas publicadas em jornais. O autor das cartas opõe-se à falta de educação entre os modelos da nova geração e fala muito sobre os assassinatos. Sebastian desafia-o e fica claro que o seu oponente sem rosto tem informações sobre os assassinatos a que ninguém além da polícia —e do assassino —tem acesso.

Neste novo caso Sebastian Bergman e sua equipa enfrentam um serial killer complexo e tortuoso, que ameaça a própria existência da equipa.





Nesta série tenho que começar por falar na capa, mais uma vez .... Denota um grande trabalho gráfico. 

O livro não é só a história! Se é certo que não devemos julgar um livro pela capa, não será menos certo dizer que um livro deve ser visto como um todo: a simbiose de uma capa bem conseguida que represente o livro, um grafismo aprimorado e uma excelente história. Isto só denota um respeito pela obra e pelo leitor.


Como até agora os cenários de todas as capas são ambientes degradados, vazios, deixados ao abandono, o que me parece que têm uma franca relação com a personagem principal Sebastian. Cada livro tinha um animal que se destacava: Veado, Lobo, Cavalo, Mocho e agora o Flamingo. 

Vejo a escolha do animal como simbólica, o Flamingo tem cores exuberantes que chamam a atenção, despertam exactamente esse sentido: a visão. O que os mais distingue é a imagem gráfica que absorve toda a atenção em prol de qualquer outra característica... dirão alguns: a imagem sobre o conteúdo.

 

Sobre a história ...


Este livro é actual e permite uma reflexão sobre os conteúdos que idolatramos e valorizamos, enquanto sociedade. 

Numa opinião muito pessoal por vezes o problema não é o tipo de conteúdo que se coloca à disposição mas sim a forma! Tem que haver lugar para a diversidade. O que se impõe é reinventar a forma como disponibilizamos às massas conteúdos culturais e similares, de forma a torná-los mais apelativos, digo eu... voltando ao livro.



Há quem não se conforme com a valorização e exposição pública alcançada pelos concorrentes de “reality shows”. Advogam os mais intransigentes que se estão a perder valores, que estamos a criar pessoas sem cultura. 

E é sob este mote que o livro se desenvolve, tudo começa com um concorrente encontrado morto numa sala de aula com um teste colado nas costas: Reprovado! 

A equipa de Sebastian é chamada para resolver mais este caso.

As dificuldades acumulam-se mas não há nada (nem ninguém) que tire a equipa do objectivo principal: apanhar o culpado. 


Gostei do livro, tenho vindo a seguir esta serie com grande afinco e deleite. Um dos elementos que mais me atrai aqui são as personagens.


Neste livro vemos desenvolvimentos sobretudo na vida pessoal de 3 personagens: Bill, Sebastian e Vanja (mas não vou aprofundar muito para deixar o leitor usufruir destes desenvolvimentos). 

Para mim esta proximidade da vida pessoal das personagens é a grande mais-valia das séries. Conseguimos acompanhar o desenrolar das vidas pessoais, da sua evolução e avaliar constantemente a sua coerência e verosimilidade, o que exige mais dos autores.



Os autores desta série têm uma predileção de finais de tirar o folgo, gostam de terminar os livros num momento crítico, deixando o leitor na expectativa, sem ar. E esse mecanismo volta aqui a ter lugar.



O final é assustadoramente delicioso, opção que pode ferir suscetibilidades ou ferir os mais "românticos". 

Nada que não se pudesse prever pelo rumo que o enredo levava mas ainda assim cheio de potencial para o próximo livro e evolução da série.

São pequenos actos, à partida inconsequentes, que vertidos nas correntes fortes da vida real por vezes forçam a mudanças drásticas e têm consequências gigantescas. 




Destinado a ser recomendado.










Opinião: Segredos 
Obscuros de Hans Rosenfeldt, Michael Hjorth (com QP) aqui

Opinião: O Discípulo de Michael Hjorth, Hans Rosenfeldt aqui




Opinião: O Homem Ausente de Hjorth & Rosenfeldt aqui



Opinião: A Menina Silenciosa Série Sebastian Bergman de Hjorth & Rosenfeldt aqui




Posted in , , , | Leave a comment