Nasce mais um espaço na baixa portuense. Decore ... Senzu Coffee Roasters

A baixa portuense têm-se mostrado dinâmica e criativa dotando a cidade de pequenos tesouros que convidam a uma deliciosa descoberta.

Dois parceiros que amam o café de uma forma apaixonada criaram um projecto que se pode encaixar nesses pequenos tesouros que refiro.

Diogo (na foto, o jovem da direita - "preparado para a luta"), tem sido um dos meus principais fornecedores de café arábico cá no Porto.


Conheci-o no seguimento de algumas pesquisas sobre café de qualidade no nosso pais. Custava-me encontrar falta de oferta na cidade do Porto e Diogo foi uma descoberta agradável.

Ainda que se apresente de uma forma reservada não há como falar sobre café para reconhecer de imediato a  sua paixão pelo mesmo.

Os seus olhos ganham um novo e revigorado brilho. E foi assim que nasceu um sentimento de proximidade, em que volta e meia trocamos impressões em conversas descontraídas e fugidias (o tempo é sempre escasso). E de 3 em 3 semanas trocamos sms, ou mails, no meio da noite, para eu saber quais são as origens de café que ele tem disponíveis para poder fazer mais uma encomenda.



Por outro lado, conheci o Paolo (de boné na foto, esse pequeno objecto que diz mais sobre o dono do que á partida se imagina) de uma forma inusitada! Encontrava-me eu numa formação perto de São Bento,  quando recebi uma notificação do google!! Havia um espaço relativamente perto que me poderia interessar de acordo com os meus gostos (café)! Um tal "bird of passage"!

Prometia um bom café e mostrava um espaço mais para o comunitário, muito em voga agora, onde se pode partilhar a mesa com os restantes clientes. Além do café podia almoçar. E porque não?

Ao contrário de Diogo, Paolo é de discurso fluído imediato. É também um ótimo anfitrião.

Tem o cuidado de dar uma breve explicação do nectar que nos oferece e é difícil não sentir uma empatia pela personalidade e vivência que oferece, vivência essa que só se consegue quando se entrega e vive intensamente o café.


Por curioso que possa parecer, na altura, reparei que a abcoffee (projecto escola de Diogo já aqui apresentado), ficava ao lado do "bird of passage".

Foi para mim natural, em conversa com o Diogo sugerir a parceria. O certo é que a "Joint Venture" aconteceu em Abril de 2019.

Há aqui uma convergência de vontades, um espaço "sui generies", aconchegante, acolhedor e cosmopolita onde podem beber um excelente café (Senzu) depois de uma boa refeição. E durante esse tempo aproveitar para (do patio) poderem ver Diogo, dedicado e preciso, em pleno trabalho, a torrar o café que fará as delicias de cada um dos clientes.

No final nada como levar para casa um desses nectares, porque o prazer obtido nessa pequena chávena não pode ficar preso naquelas agradáveis paredes, há que o levar para casa, quer para desfrutar sozinho quer em boa companhia.



 Quanto ao café ....


Com cafés de origens variadas, a Senzu Coffe Roasters, tem sempre uma sugestão que se vai adaptar ao teu palato!

Eu sou suspeito, mas não posso deixar de recomendar experimentar as várias origens que a Senzu dispõe. Mas antes de comprar recomendo que peça conselho a um destes dois parceiros. Que com meia dúzia de perguntas percebem a vossa preferência e assim podem fazer uma sugestão informada, além de que ficam a conhecer um pouco melhor o produto que estão a levar para casa.

As origens que a Senzu dispõe estão sempre a alterar (quer a origem, quer a fazenda), o que nos ajuda a não ficar refém de um só tipo de sabor e nos oferece pluralidade ao palato.

Deixem as vossas papilas gustativas experienciar e atingir o climax do sabor perfeito, aventurem-se com ousadia e sem complexos, e percebam cada contorno, cada mudança e subtileza do líquido enquanto o café percorre a vossa boca. Desfrutem em pleno.

Os preços oscilam entre 10 e 14 euros (cada saca de café) e deixo aqui algumas das origens actualmente disponíveis:









LOCALIZAÇÃO E SITE


RUA DUQUE DE LOULÉ 185/187
4000-325 PORTO PORTUGAL


Visita em: https://senzucoffee.com/
Facebook: https://www.facebook.com/senzucoffeeroasters/




A PARCERIA


DIOGO

«O Diogo, por seu lado, é um velhote ponderado no corpo de um tipo novo. Fez todos os cursos possíveis e imagináveis sobre tudo o que há para saber sobre café e agora dá cursos de torra a nível universitário e é um dos fundadores e professores da abcoffee, a primeira escola de café do Porto com aprovação SCA. Como o Diogo já ensina o que sabe sobre café aos alunos, uma pessoa acha que ele vai deixar as pessoas normais em paz. Rapidamente percebemos que isso é um grande erro: ele vai continuar a contar-te os mais ínfimos detalhes que tu já não precisavas de saber sobre os grãos de cafés que estão à tua frente..»


PAOLO

«O Paolo passou os últimos dez anos em três continentes diferentes para conhecer a fundo tudo o que um barista faz.

É o miúdo hiperactivo com uma coleção fixe de bonés e ténis que te deixa as orelhas a arder durante horas para te falar da última engenhoca que juntou à parafernália de barista dele. Para além da Senzu, podes encontrá-lo a servir possivelmente um dos melhores cafés no Porto no Bird of Passage.»

Foto: Paolo e Diogo (da esquerda para a direita).

Posted in | Leave a comment

Opinião: Mentiras Consentidas Série Sebastian Bergman - 6 de Hjorth e Rosenfeldt


 


O 6º VOLUME DA SAGA SEBASTIAN BERGMAN

Os dias de Sebastian Bergman na Unidade de Homicídios terminaram e agora passa o tempo a dar palestras e a escrever livros. Após os eventos do caso de "A menina silenciosa", não tem notícias da sua filha Vanja há meses e a única pessoa com quem tem contato esporádico é Úrsula.

Vanja também não está na Unidade: agora trabalha como investigadora criminal em Uppsala. Desde o mês passado, está a investigar uma série de agressões contra mulheres. Quando uma das vítimas morre, a Unidade de Homicídios assumirá o caso e, muito em breve, também Sebastian Bergman.

Reunida, a equipa deve deixar de lado os seus problemas pessoais e conflitos para capturar o violador brutal que continua a assustar Uppsala. Tudo fica complicado quando as pistas indicam que as vítimas não foram selecionadas aleatoriamente. Mas qual é a ligação entre elas?
 







Não sei se é da idade mas tenho reparado que há livros que resisto em acabar! 

Dá-me a impressão que inconscientemente (ou não) quero prolongar o prazer daquela leitura especial, e por isso obrigo-me a ler pausadamente, a beber cada palavra, gole a gole, saboreando as peculiares nuances que florescem aqui e ali. 

Se calhar a constatação que já poucos livros me podem surpreender e é melhor aproveitar os que têm esse condão... Foi seguramente o que aconteceu com este livro.

Os autores impelem uma dinâmica muito própria na sua escrita que de facto me é próxima. Não escondo que esta série se tornou para mim uma leitura de culto, uma leitura de que não prescindo.

Um conjunto de violações e a morte de uma das vítimas leva a que, uma vez mais, Sebastian se junte à equipa da Unidade de Homicídios, ainda que contra a vontade da maioria da equipa. Mas mesmo com a ajuda desta equipa não se vislumbra fácil encontrar o responsável! Se juntarmos a isto constrangimentos relacionados com passar o comando da investigação a Torkel... 

No meio da investigação Vanja está decidida em manter-se o mais afastada possível do seu pai biológico, e com o feitio e determinação da sua filha, Sebastian vai passar por momentos complicados que lhe exigirão muito mais esforço para tentar ultrapassar... Estão na mesa todos os ingredientes para que esta história não termine da melhor forma ...

Uma nota, mais uma vez sobre a capa, linda... Um toque de bom gosto que é transversal aos livros de toda a série, como não me canso de falar.



Quanto ao livro,

gostei da mecânica, uma vez mais. A vida pessoal das personagens principais frequentemente ultrapassam a própria história, foi este o caso mais uma vez. O que diz muito sobre a caracterização das personagens, sobre o elo que os autores conseguiram criar entre as personagens e o leitor, e sobre a verosimilhança que podemos encontrar nas mesmas.

Billy tem sido aquela personagem que teve uma evolução mais drástica, passou de menino de coro a ...,  Vanja está empenhada na sua relação com o namorado, e não pretende que Sebastian faça parte da sua vida. Torkel recuperou o interesse na sua vida pessoal dando-lhe mais foco. Ursula encontra-se a reavaliar o que pretende de si mesma na vertente pessoal. E por último, Sebastian, que está condenado a complicar a vida de toda a gente quer seja com ou sem intenção.

Há na história, como não podia deixar de ser, conflito quanto baste que alimenta e dirige a trama.

Como sempre os autores terminam o livro de uma forma inesperada, de uma forma que choca o leitor. Jogam com a dúvida, jogam com o inesperado, chocam com uma subtileza e frieza desarmante. É como se fosse uma assinatura de Hjorth & Rosenfeldt: há a investigação, há as relações entre a equipa e há o final do livro que de certeza te vai surpreender e te vai deixar ansioso pelo próximo livro.

Este, apesar de não ser o meu livro preferido da série é seguramente um bom livro, encerra uma história atractiva que eu recomendo e na minha opinião faz uma transição interessante naquela que pode vir a ser a nova dinâmica da série.

















Opinião: O Castigo dos Ignorantes de Hans Rosenfeldt, Michael Hjorth aqui
 
Opinião: Segredos 
Obscuros de Hans Rosenfeldt, Michael Hjorth (com QP) aqui

Opinião: O Discípulo de Michael Hjorth, Hans Rosenfeldt aqui




Opinião: O Homem Ausente de Hjorth & Rosenfeldt aqui



Opinião: A Menina Silenciosa Série Sebastian Bergman de Hjorth & Rosenfeldt aqui

 




Posted in , , , | Leave a comment