Archive for Março 2013

A praia das pétalas de rosa








Título: A praia das pétalas de rosa
Autor: Dorothy Koomson
Tradução: Irene Ramalho
Págs: 544
Editora: Porto Editora

«O sucesso em Portugal é apenas parte do crescente prestígio internacional de Dorothy Koomson, que assinalou, no último mês, dez anos de carreira literária.»

 


O Livro

Todas as histórias de amor sofrem reviravoltas.

Depois de quinze anos de um grande amor e um casamento perfeito, Scott, marido de Tamia, é acusado de algo impensável. De repente, tudo aquilo em que Tamia acreditava - amizade, família, amor e intimidade - parece não ter qualquer valor. 

Ela não sabe em quem confiar, nem sonha o que o futuro lhe reserva. Então, uma estranha chega à cidade, para lançar pétalas de rosa ao mar, em memória de alguém muito querido e há muito perdido.

Esta mulher transporta consigo verdades chocantes que transformarão as vidas de todos, incluindo Tamia que será obrigada a fazer a mais dolorosa das escolhas...
O que estaria disposta a fazer para salvar a sua família?

 O autor:

Apaixonada desde sempre pela palavra escrita, Dorothy Koomson escreveu o seu primeiro romance aos 13 anos. A filha da minha melhor amiga foi o seu primeiro livro editado em Portugal. A história comovente de duas amigas separadas pela mentira e unidas por uma criança encantou as leitoras portugueas. Pedaços de ternura, Bons sonhos, meu amor, O amor está no ar e Um erro inocente, Amor e chocolate e O outro amor da vida dela foram igualmente bem-sucedidos, consagrando a autora como uma referência para as leitoras.

Posted in , , | Leave a comment

O Tempo entre Nós























Título: O Tempo entre Nós

Autor: Tamara Ireland Stone
Págs: 320
Editora: ASA


O Livro

Anna é uma jovem de 16 anos em 1995, ferozmente determinada a assegurar uma bolsa de estudo de desporto, para poder sair da sua cidade pacata e enfadonha e finalmente viajar pelo mundo. Bennett tem 17 anos em 2012, vive em São Francisco e tenta controlar a sua capacidade de viajar pelo tempo – um dom incrível mas também uma maldição imprevisível, que constantemente ameaça separá-lo das pessoas que ama.

Quando um pequeno erro de cálculo coloca em perigo a sua irmã

Brooke, Bennett dá por si a três mil e duzentos quilómetros e dezassete anos de distância – no mundo de Anna. Enquanto procura por Brooke, Bennett é atraído de modo estranho e inevitável para Anna, mas, por mais desesperado que Bennett esteja para ficar com Anna, a sua incontrolável situação irá inevitavelmente mandá-lo de volta ao lugar a que pertence – e Anna ficará sozinha, presa no tempo que os separa.

 O autor:

Tamara Ireland Stone na primeira pessoa:

“Tenho um casamento feliz. Sou uma super-heroína ocasional aos olhos de duas impressionantes pessoas pequenas. Amiga dos animais. Leitora ávida. Doida por engenhocas. Estou alegremente encravada nos anos 90. Escrevo ficção sobre coisas como viagens, música, romance e pessoas normais com talentos extraordinários.

O meu romance de estreia, O Tempo Entre Nós, está publicado em dezasseis línguas e vai ser adaptado ao cinema.

Escrever sempre foi uma coisa natural para mim. Às vezes as minhas histórias são divertidas, outras vezes são tristes, e algumas vezes são meramente lamechas – mas sempre foram uma coisa apenas: só para mim. Até há pouco tempo.”

Posted in , , | Leave a comment

Opinião: As Esganadas




  As Esganadas
 by
Jô Soares

  



 
 
 
 
Título: As Esganadas
 
Autor: Jô Soares

Págs: 216

Editora:
Editorial Presença

Género:
Policial
______________________



As mulheres gordas são alvo de um assassino implacável, que com um sentido de humor peculiar que utiliza a gastronomia portuguesa para levar a cabo os seus crimes.

Tobias é um ex-inspector Lusitano que emigrou para o Brasil e se tornou um empresário de sucesso. A dada altura oferece os seus conhecimentos para ajudar a encontrar o sinistro assassino tornando-se um elemento importante nesta investigação.

Um autor que me espantou pela forma ..., provavelmente pela sua actividade mais conhecida, humorista/apresentador, pressupus que o humor dominaria todo o enredo e seria uma espécie de sátira, "mea culpa".

O defraudar deste pressuposto foi delicioso..., para quem gosta do género policial deve ser um livro a ler, os homicídios e as suas tortuosas formas e feitios "encorparam" e abrilhantam esta história dando-lhe um toque peculiar.

A personagem de Tobias, "o portuga", que tirando o facto físico onde é realçada a sua "dotada" barriga, que se torna importante algures na trama, é o típico estereotipo de herói, onde a "arguta" perspicácia, conhecimentos e inteligência são características inerentes ao cargo.

Esta personagem prima pelas peculiaridades, o uso de provérbios e citações carregadas de um humor subtil, que nos oferece momentos descontraídos e que frequentemente deixam "alheados" os restantes personagens. Ocasionalmente surgem  trocadilhos linguísticos que o brasileiro e o português por tradição suscitam.

Os "excertos" radiofónicos com os engraçados "sptos" publicitários, a vivência de um mundial de futebol e as personagens (artistas, escritores, ...) criam uma moldura interessante da época.

Gostei, venha o próximo....

Posted in , | Leave a comment

Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde









Título: Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde
Autor: Mário de Carvalho
Págs: 360
Editora: Porto Editora


Um romance extraordinário, escrito por um autor extraordinário […] um efabulador de génio que deu a um passado morto uma vida vibrante.

Sunday Telegraph


O Livro

Lúcio Valério Quíncio é o magistrado de Tarcisis, cidade romana da Lusitânia no século II d. C. Como dirigente máximo, cabe-lhe tomar todas as decisões, enquanto tumultuosos acontecimentos conduzem a pequena cidade ao descontentamento geral. No exterior, notícias de uma invasão bárbara iminente, proveniente do Norte de África, obrigam-no a drásticas medidas, enquanto, no interior das muralhas, uma nova seita, a Congregação do Peixe, põe em causa os valores da romanidade, evocando os ensinamentos dum obscuro crucificado. No plano íntimo, a paixão devastadora por uma mulher, Iunia, perturba-o e confunde-o, mas sem o afastar do cumprimento do seu dever.

Neste romance em que a ficção se sobrepõe à História, traduzido em nove línguas e galardoado com o Prémio de Romance e Novela da APE, o Prémio Fernando Namora, o Prémio Pégaso de Literatura e o Prémio Literário Giuseppe Acerbi, Mário de Carvalho reconstitui as características culturais, políticas e quotidianas do Império Romano, sem nunca esquecer a «intercessão de certo deus que, nos primórdios, ao que parece, passeava num jardim pela brisa da tarde…».

 O autor:

Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico. Desde então, tem praticado diversos géneros literários – romance, novela, conto e teatro –, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Utiliza uma multiforme mudança de registos, que tanto pode moldar uma narrativa histórica como um romance de atualidade; um tema dolente e sombrio como uma sátira viva e certeira; uma escrita cadenciada e medida como a pulsão duma prosa endiabrada e surpreendente.

Nas diversas modalidades de Romance, Conto e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários portugueses mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube e o prémio internacional Pégaso). Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas. Obras como Os Alferes, A Inaudita Guerra da Avenida Gago Coutinho, Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde, ou O Varandim seguido de Ocaso em Carvangel são a comprovação dessa extrema versatilidade.

Posted in , , | 1 Comment

Mentiras & Diamantes












Título: Mentiras & Diamantes
Autor: J. Rentes de Carvalho
Págs: 320
Editora: Quetzal
Lançamento: 12 de Abril

«Uma escrita que pede meças aos grandes mestres da nossa língua.»

António-Pedro Vasconcelos


O Livro

Jorge Ferreira, «o conde», recebe na sua quinta algarvia uma jovem e bela inquilina inglesa, que pretende escrever um livro. O anfitrião é um homem educado, atraente e rico, mas em extremo reservado – não se lhe conhecem amigos, amantes ou relações familiares –, que partilha a grande casa senhorial com duas amas e uma governanta. 

O seu passado esconde um trauma que o acompanha até hoje e que ele pretende eliminar da memória. Pelo contrário, Sarah Langton, filha de um milionário italiano, é impulsiva e aventureira, «viciada em liberdade» – o que não consegue conciliar com a reclusão e a disciplina que a escrita exige. Tudo parece concorrer para que estas duas personagens se aproximem lentamente e que comecem a processar o que as atormenta (a Jorge, os episódios do passado; a Sarah, extrema dificuldade em escrever alguma coisa pertinente para o seu livro misterioso). 

Mas a súbita visita de «Biafra» – «vistoso fato de linho branco, cravo na botoeira, panamá na mão» –, que vem para tentar uma pequena chantagem, dá lugar a uma cascata de revelações, desenlaces, homicídios, suicídios e desaparecimentos entre a Nigéria, Marrocos, Algarve, Londres e Amsterdão, tendo como pano de fundo o tráfico de diamantes e um país corrupto e corrompido, entregue aos seus segredos de família.
Mentiras & Diamantes, o mais recente e inédito romance de J. Rentes de Carvalho, é um thriller habilmente construído e uma narrativa implacável, violenta e sexy. E um maravilhosamente obscuro objeto de suspense

O autor:

J. Rentes de Carvalho nasceu em 1930, em Vila Nova de Gaia, onde viveu até 1945. Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo, Nova Iorque e Paris. Em 1956 passou a viver em Amesterdão, na Holanda, como assessor do adido comercial da Embaixada do Brasil. Licenciou-se (com uma tese sobre Raul Brandão) na Universidade de Amesterdão, onde foi docente de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1988. Em 2012 foi galardoado com o Grande Prémio de Literatura Biográfica APE/Câmara Municipal de Castelo Branco 2010-2011 com o livro Tempo Contado. 

Os seus livros Com os Holandeses, Ernestina, A Amante Holandesa, Tempo Contado, La Coca, Os Lindos Braços da Júlia da Farmácia, O Rebate, Mazagran e agora Mentiras & Diamantes estão atualmente disponíveis na Quetzal, que continuará a publicar o conjunto das suas obras.A breve incursão que fez no cinema, no filme Luz Silenciosa do mexicano Carlos Reygadas, um filme sobre o choque cultural entre uma equipa de filmagens vanguardista e uma comunidade rural anabatista e em que Toews desempenhou um dos papéis principais femininos – experiência que inspirou Irma Voth –, foi assinalada com a nomeação para melhor atriz dos prémios Ariel. Miriam Toews vive atualmente em Toronto.

Posted in , , | Leave a comment