Objectos de Culto #4 (#6 Café) AEROPRESS


#4 AEROPRESS

(com a colaboração da VJRSIlva Representações, representante da AEROPRESS em Portugal)

 Como métodos de preparar o café temos, por exemplo, a máquina de expresso, a Cafeteira Francesa, Cafeteira Italiana ou Moka e o Café de Filtro, todos eles gozam de uma reputação centenária que os vem mantendo mais ou menos actuais no nosso dia a dia, com ligeiras alterações nos materiais e nos seus consumíveis, mas na sua essência mantêm-se ao longo dos tempos.

 Em 2005, Alan Adler revoluciona o mundo dos métodos de fazer café! Quando ninguém contestava os métodos existentes e a industria criava variações nos equipamentos existentes, com melhorias tanto nos materiais, na precisão e nas funcionalidades procurando o Santo Graal (O Café perfeito) e colocando-o à disposição de todos nós.

Alan Adler não só alterou como "baralhou" o mundo dos baristas, trazendo uma perspectiva jovem, inovadora, simples e acima de tudo barata chamada AEROPRESS!

Mas antes de falar no método importa tentar desvendar quem é Alan Adler.

Alan Adler, não é propriamente um desconhecido ou um comum americano que tropeçou na descoberta. Alan é engenheiro e um inventor irrequieto muitos anos, que tem mais de 40 patentes. Professor em diversas escolas tal como orador muito requisitado em múltiplas palestras, inclusive na NASA.

Uma das pretensões que os apreciadores do café têm é poder saborear um excelente café que não esteja condicionado pelo local onde se encontram, por isso a portabilidade é um desafio que a industria ligada aos métodos de preparação de café leva muito a sério. Têm surgido mais e mais instrumentos que prometem, pelas suas dimensões, peso e qualidade, replicar o seu café em qualquer lugar do mundo. Quer seja em férias, no trabalho, em viagem ... o importante é ter acessível e garantida a possibilidade de beber um excelente café.

A AEROPRESS é um aparelho composto por dois cilindros ultra resistentes que encaixam um no outro, tão simples quanto isso. Um  dos cilindros, o de menor diâmetro, tem uma das extremidades fechadas, dotado de uma borracha que cria uma espécie de fecho hermético e se encaixa no cilindro maior, lembrando uma seringa. Existe também uma espécie de tampa, perfurada, que acolhe o filtro (de papel ou metal), e tapa a outra extremidade do cilindro maior.

 Existem duas formas de utilização, a tradicional e a invertida.





Na tradicional, é tapado o cilindro maior com a tampa e o filtro (previamente humedecido com água quente) e colocado em cima de uma chávena ou recipiente


Depois é neste cilindro, sobre o filtro, que é depositado o café moído. `Segue-se "regar", de forma circular para privilegiar a homogeneização, o café com água entre 75º e 85º c. 

A mistura é agitada, e o segundo cilindro é colocado por cima, com a pressão do ar (ao contrário das máquinas de expresso que utilizam a pressão da água) e de uma forma lenta é-nos permitido obter o café.



 
O método invertido, passa por colocar a AEROPRESS , literalmente, de cabeça para o ar! 

Primeiro encaixamos os dois cilindros um no outro até à marca "4", apoiando no chão a extremidade disponível do cilindro menor colocamos o café moído, agitamos, colocamos a água quente e por fim tapamos com a tampa o filtro previamente humedecido com água quente.

Retira-se o ar a mais. 

Coloca-se a chávena/recipiente na parte de cima, e dá-se a volta. Lentamente pressionamos o "êmbolo" até ao final. (como no vídeo demonstra abaixo).

Este método de fazer café lembra um pouco a cafeteira francesa.

Peculiaridades....
 
Tal como existem diversos métodos para preparar o café, existem também múltiplas formas de o preparar em cada um dos métodos.A AEROPRESS não é excepção, havendo múltiplas variações: desde alterando a quantidade do café, o tipo de moagem, a temperatura da água, o tempo de extracção e até mesmo a forma como se misturam os elementos. Há muitas possibilidades.

O método é tão apelativo, tão simples e tão barato que tem milhões de seguidores por todo mundo, havendo concursos mundiais em que cada ano se apura a melhor receita para fazer o melhor café!

(Deixo-vos alguns posters da competição em alguns países.)





Opinião:

 A minha opinião sobre o café feito na AEROPRESS:, sabendo que pode chocar contra a opinião de alguns (poucos) resistentes ligados aos métodos tradicionais, devo afirmar que conquistou os membros da família lá de casa eu incluído. Embora não tencione deixar de aproveitar os restantes métodos. O café obtido através da AEROPRESS, na minha perspectiva, é mais suave, mais sedoso, e cativa desde o primeiro momento. Esse efeito é conseguido através da conjugação do filtro e da pressão (de ar) a que o café é confinado. Embora demore mais tempo que tirar um expresso, julgo que justifica plenamente a opção e o tempo despendido

A única ressalva que faço é que se a intenção for servir muitas pessoas pode se tornar uma tarefa complicada. Não é, por essa razão, uma método de tirar café em série.

A grande vantagem deste método, para genuínos apreciadores, é a possibilidade da "personalização" do café, alterando as variáveis. chegar a um café ideal. A oportunidade de encontrar o equilíbrio perfeito para cada um de nós.


Vídeo da nossa preparação:



   
a) Material e descrição

Este recipiente é feito em polipropileno (isento de BPA) à excepção do selo hermético que é feito de borracha. Material resistente e com uma tonalidade acinzentada.



b) Conteúdo da caixa

A caixa tráz uma AEROPRESS (2 cilindros e a tampa), um dispensador de filtros com 350 filtros. colher medidora, funil e agitador.

c) Cores

Cinza claro.

d) Dimensões
 
Dimensões: 12,7 cm x 12,7 cm x 29,2 cm
 
e) Onde podem ser adquiridos:

https://www.amazon.es/Envase-herm%C3%A9tico-inoxidable-Coffee-Gator/dp/B01GW3LSP4/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1477912000&sr=8-1&keywords=coffee%C2%B4gator
Pode ser adquirido no "Artecook"  
- Preço actual do Moinho de Café LORENZO : 51,80 € (Nov 2016)



f) Sobre a empresa

A Aerobie  é a empresa de Alan Adler que detém a patente da AEROPRESS para além de outros inventos de Alan.

A empresa que representa a marca em Portugal é a VJRSIlva Representações, a quem agradecemos a colaboração neste post.



This entry was posted in , , . Bookmark the permalink.

Leave a reply